top of page
  • Cerrado Asset

Nem bolsa, nem renda fixa: o que são os investimentos alternativos?



Os investimentos alternativos são aplicações que não se encaixam nas classificações de renda fixa, nem de variável. Em geral, podem oferecer retornos acima dos ativos tradicionais. No entanto, também tendem a possuir menos liquidez, ser mais voláteis e, com isso, são mais arriscados.


Um dos investimentos alternativos mais populares atualmente são as criptomoedas, como Bitcoin e Ethereum. Mas há outras opções, como a compra de ativos físicos, como obras de arte e imóveis, além do investimento em empresas não listadas na bolsa.


Devido ao risco envolvido nessas operações, essa classe de ativos é mais indicada para investidores moderados e agressivos, que já conhecem bem o mercado, explica Gustavo Cruz, estrategista-chefe da RB Investimentos. “Para estar no perfil mais adequado, tem que ter algum tempo investindo para entender como as coisas funcionam”, afirma.


A própria legislação muitas vezes impedirá que o investidor menos experiente faça esse tipo de investimento, destaca Jayme Carvalho, economista-chefe da SuperRico.


“Na maioria das vezes, esse tipo de ativo é destinado a investidores profissionais ou qualificados”, explica. Outra forma de fazer essa filtragem é através do valor inicial do investimento, que pode ser muito alto, garantindo que apenas quem possui muitos recursos consiga fazer a aplicação.


Sócia da HCI Invest, Nayra Sombra destaca que, antes de entrar nesse mercado, é preciso que o investidor estude sobre o produto e, depois, procure um profissional que conheça o ativo em particular para avaliar todos os riscos envolvidos. Além disso, é importante ter uma carteira consolidada com os investimentos tradicionais, além de uma reserva de emergência.


Fonte: https://einvestidor.estadao.com.br/investimentos/o-que-sao-investimentos-alternativos/

0 visualização0 comentário

Σχόλια


bottom of page